Blog

O Magnífico Olho Humano

Quando olhamos na direção de algum objeto, a imagem atravessa a córnea e passa pela íris através da pupila, que regula a quantidade de luz que penetra no olho. Passada a pupila, a imagem chega ao cristalino e é focada sobre a retina. A lente do olho produz uma imagem invertida, que é convertida pelo cérebro para a posição correta. Na retina, mais de cem milhões de células fotorreceptoras transformam as ondas luminosas em impulsos eletroquímicos, que são decodificados pelo cérebro.

O olho é um dos dispositivos mais engenhosos do corpo humano e comparável a uma câmera fotográfica. A objetiva da câmera equivale à córnea e ao cristalino. A retina seria o filme fotográfico, onde a imagem se reproduz. A pupila funcionaria como o diafragma da objetiva, controlando a quantidade de luz que entra no olho. Ou seja, em ambientes com muita luz, a pupila se fecha e em locais escuros, a pupila se dilata com o intuito de captar luz suficiente para formar a imagem. Uma verdadeira obra de arte.